domingo, novembro 22, 2015

Rumo?

Ando meio sem rumo. Uma semana atrás e eu estava muito mais feliz, porque estive com você. Essa semana você só me deu silêncios, ausências. Eu já devia ter me acostumado, pois você é assim.
Ainda não sei o que significo para você. Ao mesmo tempo em que acho que o que temos é especial e real, você me deixa a questionar se sou apenas uma forma de você desabafar e se aliviar.
Isso me deixa cada vez mais confusa e num estado depressivo da alma. Afinal, sei que uma hora talvez você vá pra longe e possivelmente seja esse o motivo que você tem para se manter afastado, para não se envolver. Mas eu me envolvi, o que posso fazer? Eu estou perdidamente apaixonada e queria ter você ao meu lado. Principalmente agora.
O ano está acabando, não sei qual meu destino, meu futuro. E fico com medo ao pensar muitas das possibilidades. Mas o agora também não está tão bom.

quinta-feira, novembro 20, 2014

Impossibilidades

       O que eu queria mesmo? Que todas as nossas impossibilidades nunca houvessem existido. Que você tivesse sido menos infantil e cretino, e eu tivesse sido menos infantil e burra. Talvez assim poderíamos ter dado certo. Ou talvez assim, não tivesse me apaixonado perdidamente por você. No fim, você pisou em mim. Você me deixou totalmente fora do ar. Quanto tempo mesmo eu levei para me recuperar? Ainda não me recuperei, mesmo após tantos anos.
       Coração doentio, voltou a se envolver por querer vingar de ser tratada novamente como uma qualquer. Você me decepcionou, te quis esquecer, te quis fora da minha vida outra vez. E quando menos espero, você reaparece, como quem vez em quando volta e leva um pedaço da outra pessoa embora, reabre o caso arquivado em meu coração que só me fez sofrer. Você só me faz mal, mas eu ainda te amo.
      Desta vez, eu que julgava estar tão bem e tão feliz, fui pega de surpresa pela tentação de te procurar. Loucura? Eu precisava te ver mais uma vez, te sentir próximo.. Quis largar tudo pro ar, deixaria tudo por você. Mas você, que eu julgava ser uma pessoa totalmente diferente da qual eu conheci, provou ser o mesmo infantil e cretino de sempre. Você deixou minhas esperanças no chão e meu coração na mão.
      Te amar é algo tão absurdo, porque amar algo que nunca se poderá ter, é com certeza um amor em vão. Te colocar para fora da minha vida mais uma vez, foi tão difícil quanto na primeira. Mas te fiz prometer que só voltaria a me procurar se um dia pudéssemos ser, enfim, nós. O que me leva a crer, que nunca voltará... Sinto sua falta e querer te esquecer, me faz lembrar você. Não sei mais o que farei, não sei como ou quando tudo voltará a cicatrizar.

E continuo a te amar.. Infinito vezes infinito.

      

quinta-feira, outubro 30, 2014

Sobre a vida e como ela passa

 Todos nós sabemos que o tempo não para. E ele não volta. Essa é sobre a vida, sobre o tempo e como as nossas prioridades se invertem, mudam, somam, somem...
 Há quem diga que a vida deve ser vivida como se cada dia fosse o último, mas quem realmente acorda disposto a fazer algo assim todos os dias que levanta da cama? O tempo é cruel, meu amigo, e a correria do dia a dia faz com que ele passe sem que nos demos conta disso. Já é Natal, já faz um ano, já fazem dez anos..
 O que fazemos enquanto o tempo passa é que determina quem somos, para o que viemos nessa vida e o que queremos deixar para as pessoas que um dia ficarão enquanto partimos para o misterioso 'outro lado'.
 Cada ser carrega seu caráter, suas raízes e ao longo de sua estadia na Terra determina suas prioridades. O que era prioridade aos seus 15 anos, como estudar e festejar, hoje, aos seus 25 é meramente algo que já se foi. As novas prioridades surgem. Ter uma boa carreira profissional, comprar um bom carro, encontrar um parceiro para dividir a vida, o apartamento, sonhos, o amor que está sufocado no peito, ter uma velhice tranquila, quem sabe... Preocupações que surgem com a maturidade.
 Importante mesmo é viver.. Saber aproveitar as oportunidades que a vida traz, com paciência e sabedoria. Futuramente, ao olhar para trás, garanta que haja o menor número de arrependimentos possível. E que esses arrependimentos não sejam coisas feitas, palavras ditas, porque nenhum ser humano é passível de erros. Muito menos você.
 Garanta que os arrependimentos poucos que tiver sejam coisas banais, como poucas vezes que fui a praia, não ter conhecido tal lugar, ter esquecido de dizer tal coisa a fulana... Que sejam coisas que você talvez ainda possa vir a fazer, mesmo que mais velho.
 Que seja...

terça-feira, janeiro 28, 2014

Não tão fácil

 Não adianta se falar de amor quando o máximo que se conhece é o amor familiar ou o amor pelos amigos. Suponho que o amor verdadeiro seja algo parecido com a sensação de poder dormir a tarde ou encontrar algo que se acreditava ter perdido para sempre.
 O que sei do amor? O amor é um sentimento muito nobre, que não pode ser mendigado. Ele é dado livremente, sem cobranças por nada em troca. É encontrado quando não se procura. As vezes acertamos de primeira, as vezes levamos muitos anos para finalmente encontrá-lo, outras vezes nunca chegaremos a encontrá-lo em vida.
 Paixão não é amor. Quem te ama de verdade não irá te magoar, te enganar, te colocar em segundo plano. Mantenha sempre uma cautela sobre seus sentimentos para que não confunda paixão com amor. Paixão acaba rápido, amor dura.
 Não entregue seus sentimentos para a primeira pessoa que te encantar, averigue para que confirme se realmente vale ou não a pena embarcar em sentimentos tão delicados e perigosos. Essas confusões machucam. As vezes se supera fácil, as vezes leva um bom tempo, outras vezes nunca se superará de verdade em vida.
 Você sempre acha saber muito sobre o amor? Do amor quando mais se sabe, nada se conhece. É espontâneo, tão natural quanto raios de sol pela manhã. O amor é o tema mais falado em músicas, cada um o descreve à sua própria maneira. O amor é isso, como sua digital.

Sobre o amor: Te faz transbordar, te faz viver uma vida ao lado de quem se ama, te faz mais humano.

domingo, janeiro 06, 2013

Se você ama alguém, você vai me entender.

 Você acha que já AMOU alguém e esse amor acabou, mas está completamente enganado(a). O amor nunca morre, não tem essa de conjugar o verbo no passado. Meu amigo/minha amiga, vou lhe contar que foi uma paixão o que você teve.
 O amor é inexplicável, inacabável. Nasce em um olhar, se fortifica na amizade, no caráter, nas atitudes, no desejo, na mutualidade e cresce infinitamente. Você olha para o seu amado/a sua amada cem vezes e em cada uma delas se apaixona novamente. 
 O amor é cultivado nos agrados diários, no timbre da voz, no detalhe dos cílios, no carinho recebido ao acalentar-se no colo. O amor é constituído de pequenos detalhes. E quem não é capaz de valorizar as pequenas coisas da vida, nunca irá aprender a amar.
 Alguns casais se amam e por uma vontade superior se perdem pelos caminhos do destino, mas continuam se amando pelo resto de suas vidas. Outros ficam juntos por toda a vida e o amor que sentem um pelo outro multiplica o seu tamanho até o último suspiro de ambos.
 Se você conhece o amor, você vai entender do que estou falando. Para falar um pouco de mim, eu conheci o amor somente depois que o conheci. Aconteceu tudo de repente, de repente também quase um ano se passou.
 Se passaram momentos incríveis, aprendizados valiosos, algumas lágrimas, mas muitos sorrisos. E o amor nos enlaçou, de uma forma que jamais havia acontecido por outrem. Hoje estamos juntos, sendo muito parecidos e completamente diferentes. E é justamente essa diferença que nos completa e nos une. Pode ser que sejamos separados futuramente ou passemos o resto de nossas vidas juntos, caberá ao futuro nos dizer.
 Qualquer que seja o caminho que seguiremos, uma coisa é inegavelmente certa: o amor que sentimos um pelo o outro será eterno. O amor é como uma fênix: pode até queimar-se ao morrer e adormecer-se em cinzas, mas sempre em algum momento irá renascer delas. Até o fim.

quarta-feira, janeiro 02, 2013

Amor: a pior droga é aquela que não te mata.

O que tinha tudo para dar certo, está ruindo. Afinal, o amor é como duas pessoas puxando um elástico. A primeira que o soltar, machucará o outro.

sexta-feira, agosto 03, 2012

Love Like This - Mark McGrath

There's a love that I'm feelin' when I look in your eyes.
Há um amor que eu estou sentindo quando eu olho nos seus olhos.
It's the same way I'm feelin' when you're lookin in mine.
É da mesma maneira que eu estou sentindo quando você olha nos meus.
All the stars form a circle around you and I.
Todas as estrelas fomam um círculo em volta de você e de mim.
Without you, there's nothin'.
Sem você, não há nada.
But there's one thing you should know.
Mas há uma coisa que você deveria saber.
As you sit here all alone.
Como você se sentar aqui sozinho.
Just come in close, there's something I should say. 
Basta chegar perto, há algo que eu deveria dizer.
I been thinkin', wishin', hopin', prayin'.
Eu estive pensando, desejando, esperando, rezando.
In your heart is where I'm stayin'.
No seu coração é onde eu estou ficando.
A love like this doesn't happen too much.
Um amor como esse não acontece muito.
Even us are never like the sun and moon together. 
Mesmo nós nunca seremos como o sol e a lua juntos.
A love like this doesn't happen too much. 
Um amor como esse não acontece muito.
When we woke up, late from the sun through the blinds.
Quando acordamos, tarde de sol através das persianas.
There I knew I could sleep with your hand holdin' mine. 
Lá eu soube que eu poderia dormir com a suas mãos segurando a minha.
And I feel like I'm fallin' for the first time.
E eu me sinto que eu estou apaixonando pela primeira vez.
Fallin', fallin', fallin'.
Apaixonando, apaixonando. apaixonando.
I was so lonely, so lonely. 
Eu era tão sozinho, tão sozinho.
Lonely for you.
Só para você.
You were my only, my only.
Você era a minha única, minha única.
Lonely was you.
Só foi você.

terça-feira, julho 10, 2012

Doar e doer

"Quando gostamos de alguém, esperamos ansiosamente o tempo que for necessário que a pessoa entre no msn. E a felicidade dá uma guinada quando a janelinha sobe, subindo junto nossos batimentos cardíacos. A conversa flui, sem esforços, e ficamos ali até tarde só por ela. Quando gostamos de alguém, nos abalamos facilmente com um simples sms no meio do dia, que deixa um sorriso enorme estampado na cara, até mesmo quando recebemos a resposta do que enviamos. Então lemos mil vezes a mensagem, e mesmo que o tempo passe, relemos para sorrirmos mais uma vez. Quando gostamos de alguém, ao recebermos uma ligação inesperada, não sabemos se é o coração ou o celular que faz mais barulho, pois é uma competição acirrada. Nossa voz sai mais doce, e pode até falhar tamanha a emoção. Quando gostamos de alguém, nossas pernas ficam bambas ao esperarmos a pessoa chegar, e, mesmo quando a encontramos, o corpo anestesia e tudo fica mais bonito. Quando gostamos de alguém, sonhamos com a pessoa, pensamos várias vezes -primeiro e último pensamento do dia-, rezamos para que tudo dê certo, fazemos planos de tudo que queremos vivenciar junto dela e nada do que nos digam pode influenciar ou nos levar a desistir. Quando gostamos de alguém, sabemos que a pessoa, assim como nós, tem qualidades e defeitos, e queremos aprender a lidar com estes últimos. Afinal ninguém é perfeito, mas podemos ser melhores. Quando gostamos de alguém, um dia sem conversar faz com que a saudade nos torne sua refém. Pois gostar é assim mesmo, nos doarmos e nos doermos um pouquinho, em troca do carinho que só aquela pessoa sabe nos proporcionar.

E só quem gosta muito de alguém entende que quem gosta cuida, zela, mima e quer ver a pessoa feliz a qualquer custo. Gostar é o ensaio de amar, e o amor é uma das melhores coisas da vida." ♥

terça-feira, junho 05, 2012

Laços

Quero abraçar você,
criar laço,
me desfazer.
Construir riso,
ganhar teu sorriso,
parando o mundo e as horas.
Quero te ter,
fazer valer nosso encontro,
encontro meio a 7 bilhões de outros alguéns.
Te ver chegando,
fazendo meu coração transbordar.

sábado, maio 19, 2012

Carpe diem



Hoje parei, meio ao caos diário, reli alguns fragmentos de textos escritos no passado. O que na época parecia fazer total sentido, hoje soa totalmente sem nexo. Será sempre assim?. Soltei um suspiro, me pus a sorrir. É bom ver que mudei, sobrevivi. E ainda tenho sobrevivido, um dia após o outro. De uma forma muito mais leve, é claro. Sem tanto idealizar, romancear, dramatizar, criar expectativas.  Ou tendo de suportar dores lacerantes e noites acompanhadas de lágrimas. Isso ficou para trás, em um passado remoto. E é justamente sobre esse passado o qual não quero olhar ou me basear. Aprendi que quem olha muito para trás acaba por tropeçar. Então carpe diem! E todos os dias em que acordo, agradeço por quem sou hoje e por tudo que me foi dado - cada oportunidade, cada escolha - e peço que seja doce.

quinta-feira, setembro 08, 2011

Não há eu sem você

Agora somos só nós dois. Tão juntos que tudo perde o sentido, que todo o resto do mundo é esquecido.
Quando você me beija, eu fecho os olhos e mergulho em cada sensação, arrepio, milímetro de pele. Eu paro o tempo e olho nos teus olhos por um ou dois minutos, e então a gente se abraça, beija e tudo fica bem. Toda a mágoa anterior é esquecida com uma palavra, um toque.
Hoje sei, quão perfeitamente nos encaixamos, e jamais entenderemos como conseguimos ler os pensamentos um do outro sem esforço algum.
 A gente se entende só no olhar.

quinta-feira, agosto 25, 2011

Acredito em anjo


Se cada passo que dei desde o meu nascimento, foram passos direcionados ao seu encontro, a vida me fez melhor para que conhecesse a ti quando menos esperasse, procurasse; de uma forma totalmente inesperada. Independente de quanto tempo permanecerá nela, se por umas semanas, meses ou anos; estou madura o suficiente para saber que o pra sempre não existe, e ninguém precisa dele para ser feliz quando se tem um sentimento verdadeiro. Só por ter conhecido-o minha vida já valeu. Desejo com todo meu coração que não seja algo passageiro, quero poder entregar meu coração, confiança, corpo e alma a ti, meu anjo. Faço preces, pois quero que ao meu lado seja o teu lugar.